Implante Dentário

implantes-dentrios-precos-768x424

Implante Dentário

Implantes Dentários são parafusos confeccionados em titânio que podem ser colocados dentro dos ossos maxilares, atuando como fixação para diferentes tipos de próteses dentárias:

  • de um único dente,
  • de vários dentes
  • ou até mesmo de todos eles.

O material utilizado não causa reação de corpo estranho ao nosso organismo e também é comum em dispositivos de alta tecnologia, devido às suas características de leveza e resistência.

Se uma ausência dentária não é reposta por implante, ocorre uma atrofia óssea devido à falta de estímulo. Sendo assim, sempre que possível, o implante será a melhor opção para que não haja a reabsorção óssea ou outras complicações.

Os pacientes costumam confundir implantes com próteses fixas, na realidade, eles servem para substituir as raízes dos dentes, em situações de perda ou impossibilidade de aproveitamento destas. Praticamente todos os pacientes em bom estado geral podem receber Implantes Dentários, no entanto alguns fatores podem influenciar. O procedimento de implantação oral é um ato cirúrgico e uma adequada avaliação prévia é necessária.

O melhor de tudo é que não se tem dor no procedimento. Obviamente trata-se de uma cirurgia e o edema é esperado, especialmente no segundo dia pós operatório. No entanto tudo isso pode ser perfeitamente controlado com medicamentos. Depois, os implantes necessitam dos mesmos cuidados que se deve dar aos dentes naturais, limpeza e higiene e os cuidados com sobrecargas vão permitir uma dentição duradoura.

Qual é a diferença entre o implante e o dente?

A diferença básica é que o implante possui uma união direta com o osso. Já o dente possui fibras periodontais que fazem sua conexão com o osso. A função delas seria amortecer os impactos da mastigação.

Quais os exames pré-operatórios necessários?

O exame básico é uma radiografia panorâmica e os modelos de estudo. Nos casos mais complexos, é necessária uma tomografia e outras análises. O enceramento diagnóstico, isto é, a colocação de dentes de cera na área sem dentes e o guia cirúrgico em resina transparente, orientam o operador a definir com precisão a total distribuição dos implantes.

Porque alguns pacientes precisam de enxertos ósseos?

A utilização de enxertos ósseos pode ser necessária previamente ou durante a implantação. Quando são feitos em uma cirurgia prévia, os implantes serão colocados após um período de cicatrização óssea de 5 meses. Quando possível, o enxerto é realizado na mesma cirurgia de colocação dos implantes.

O que é o enxerto ósseo?

É a colocação de uma porção de osso para aumentar a região faltante. Com o tempo, o osso da região que se extraiu o dente vai reabsorvendo. Por isso, coloca-se nesta região um novo pedaço de osso. Após 4 a 5 meses, este osso novo já se integrou, recuperando a espessura perdida.

É preciso realizar algum tratamento antes de colocar os implantes dentários?

Em alguns casos sim. Deve-se eliminar qualquer processo infeccioso pré-existente na cavidade oral, ou seja, tratamento periodontal, extração de dentes com focos de infecção (cárie), bem como tratamentos endodônticos (canal) devem ser realizados anteriormente à implantação. Todos esses aspectos fazem parte de um planejamento inicial realizado pelo profissional, que deve ser discutido abertamente com o paciente, antes do início do tratamento.

Quanto tempo demora o tratamento?

Depende de cada caso. Após a colocação, os implantes permanecem em repouso por um período que pode variar de acordo com o caso, para que ocorra o fenômeno de osseointegração (união do implante ao osso), após o qual os implantes são descobertos e uma prótese dentária é conectada a eles. Em casos que envolvem enxerto ósseo, o tratamento fica inevitavelmente mais longo. Quando há boa condição óssea, a prótese pode ser instalada já no dia da cirurgia de implantação.

Por que podem ocorrer complicações?

Por má indicação do tratamento, por técnica cirúrgica inadequada, por fatores biológicos inerentes ao paciente e por maus cuidados por parte do paciente. Podem ocorrer também as chamadas complicações biomecânicas e as mais frequentes são a fratura e o afrouxamento dos pequenos parafusos que prendem as próteses.

Quanto tempo vai durar o implante?

Os implantes, tal como os dentes naturais, são feitos para durar eternamente. Alguns pacientes os perdem prematuramente. como outros perdem prematuramente seus dentes. Existem casos que os implantes duram mais de 40 anos.

Enquanto espero a osseointegração posso usar uma prótese temporária?

Para que o paciente possa desempenhar suas atividades normalmente, enquanto o implante íntegra, pode-se usar uma variedade de próteses provisórias. Em alguns casos selecionados, podemos utilizar o implante imediatamente, sem tempo de espera o que chama-se de carga imediata.